A TikTokização de conteúdos é um importante aliado da educação | Créditos: Pexels

A TikTokização das mídias e a educação: especialistas explicam que interações podem ser positivas

POR Redação 16 de maio de 2022
EDITORIAS QUE PODEM TE INTERESSAR

Redes sociais podem ser ferramentas de suporte interessantes de apoio às aulas, além de despertarem o interesse para futuros caminhos profissionais

Quase 98% dos brasileiros estão em pelo menos uma rede social. É o que mostra uma pesquisa feita em 2021 pela empresta norte-americana Comscore, especializada em análises de internet. E, entre 2020 e o ano passado, o TikTok virou uma febre no Brasil, contando, hoje, com cerca de 54 milhões de usuários.

Com expansão desta plataforma, os usuários, principalmente os mais jovens, ganharam mais acesso a recursos para produção de conteúdo audiovisual. Além do estímulo à criatividade e até mesmo despertar o interesse para carreiras voltadas à comunicação, esses apps também vêm sendo uma importante ferramenta de aprendizado e utilizado por educadores.

Victor Muniz Ferreira, professor do Ensino Médio Técnico em Multimídia do Senac, considera o fenômeno da TikTokização de conteúdos uma excelente forma de introduzir conteúdos educacionais. “Há diversos professores que usam a rede social como um chamariz para os assuntos principais. Como a ideia do TikTok é o divertimento e pontos mais sucintos, é interessante trabalhar como forma de introdução de algum saber.”

Um exemplo de professora que se utiliza da plataforma para interagir com os jovens é a Thaynan Fumian. “Para dialogar com o público jovem é preciso entender onde eles estão e do que gostam. E as redes sociais são canais para isso, pois estão sempre ao alcance deles. Usar esse caminho é benéfico a eles e aos educadores, pois assim nos atualizemos em relação à abordagem e conteúdo que vai chamar atenção do estudante em aula”, afirma ela, que dá dicas de Inglês na plataforma.

“Muitos alunos ainda consideram o aprendizado do Inglês como algo secundário. Procuro aproveitar esse argumento como oportunidades, por meio da exibição de conteúdos que demonstrem o contrário e propondo trabalhos cujos produtos finais sejam vídeos para alimentação do próprio TikTok”, conclui.

TAGS
PUBLICIDADE
COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MATÉRIAS QUE VOCÊ PODE GOSTAR
PUBLICIDADE
COMPARTILHE