Wine Tour contou com a presença de 300 pessoas em 3 dias de evento | Crédito: Rafael Cautella

Vinícola Terras Altas promove Wine Tour para celebrar lançamentos

POR Redação 16 de novembro de 2021
EDITORIAS QUE PODEM TE INTERESSAR

Durante a visita, o público conheceu toda a parte de produção de vinhos e o espaço que abrigará o novo restaurante

O chope faz parte da história de Ribeirão Preto, conhecida por ser a capital nacional desta bebida. Mas a cidade também tem feito parte da rotina dos amantes de um bom vinho. E a vinícola Terras Altas é a grande responsável por colocar a cidade na rota dos enófilos. E para celebrar este sucesso, a vinícola lançou o seu primeiro Wine Tour, que aconteceu entre nos dias 12, 13 e 14 de novembro.

Os interessados puderam conferir toda a produção dos lançamentos da Terras Altas: Entre Rios 2019, Entre Rios 2020 e Cava do Bosque 2020. “Para marcar esse momento, nós abrimos a Wine Tour, com visitação na parte industrial e no vinhedo, para as pessoas conhecerem o processo de produção do vinho em Ribeirão Preto e para entenderem todos os pontos de atenção e qualidade que colocamos nesse vinho”, explica Ricardo Baldo, um dos responsáveis pela vinícola.

Ricardo Baldo comemora o sucesso das produções da Terras Altas | Crédito: Rafael Cautella

E em 24 horas, conta Baldo, as 300 vagas que estavam abertas, se esgotaram. “A gente vai ter que abrir novas turmas para que outras pessoas também tenham a oportunidade de conhecer a vinícola”, conta ele, empolgado. Baldo ainda explica que cada vinho produzido é inspirado em Ribeirão Preto. Entre Rios foi um dos primeiros nomes da cidade, enquanto Cava do Bosque é um dos principais pontos turísticos ribeirão-pretano. No ano que vem, o distrito de Bonfim Paulista será homenageado, adianta Baldo.

Expectativas altas para 2022

Os lançamentos deste ano foram baseados nos vinhos de barrica e rosé, mas a grande novidade da vinícola chega no ano que vem. É o Cabernet Sauvignon – Distrito Bonfim -, “que é uma casta muito aguardada pela vinícola”, diz.

Mas as novidades não param por aí. Quem visitou o local de produção pôde conhecer a área que, futuramente, irá abrigar o novo restaurante da vinícola, com uma vista digna de filmes românticos. A previsão é que o local esteja ponto no primeiro semestre de 2022.

Área e vista do futuro restaurante que será instalado na vinícola | Crédito: Rafael Cautella

“Baixa produção, mas alta qualidade”

É com essa frase que Baldo define a produção dos vinhos da Terras Altas. “Aqui nós usamos a escola francesa no processo de vinificação. Então, é um vinho que tem que uma produção mais demorada”, explica ele, que ainda ressalta que o produto pode demorar até 2 anos para chegar na mão do consumidor, caso passe por barrica. “É um vinho mais elaborado, onde temos uma limitação de produção de uvas no campo para podermos garantir a máxima qualidade do vinho.”

Visitantes puderam conhecer todo o sistema de produção da vinícola | Crédito: Rafael Cautella

E o vinho de barrica é outro diferencial da vinícola. Trata-se de um vinho que, depois de pronto, vai para dentro de uma barrica de carvalho francês, onde permanece por mais 12 meses, em um ambiente com temperatura e umidade controladas. “Neste processo, o vinho aporta toda a complexidade da madeira, um aroma de baunilha, chocolate ou tostado, e dá um perfil totalmente diferente do que não passou por esse processo”, explica.

Mais informações: contato@vinicolaterrasaltas.com.br | @vinicolaterrasaltas

Leia mais: Terras Altas Vinícola lança 1º vinho produzido em Ribeirão Preto

TAGS
PUBLICIDADE
COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MATÉRIAS QUE VOCÊ PODE GOSTAR
PUBLICIDADE
COMPARTILHE