Início Matérias Viagens Vida na Espanha: como brasileira foi de estudante a CEO de startup

Vida na Espanha: como brasileira foi de estudante a CEO de startup

Larissa de Moura usou os desafios que enfrentou para residir na Espanha como base para co-fundar um projeto que visa ajudar quem deseja passar pelo mesmo processo

Morar em outro país, seja por um período ou definitivamente, é o sonho de muita gente. Os caminhos mais comuns para torná-lo realidade são por meio de oportunidades de trabalho ou de estudo, sendo elas, parte dos motivos que tem levado cada vez mais brasileiros até a Espanha, junto com a facilidade do idioma e a existência de uma cultura diversa e receptiva.

De acordo com dados da startup social INMI, atualmente já são quase 100 mil brasileiros no país, distribuídos principalmente nas cidades de Madrid, Barcelona e Valência. Essa presença é potencializada também pela possibilidade de solicitar nacionalidade espanhola, o que pode ser feito após 2 anos de residência no país.

Contudo, mesmo quando surgem as oportunidades de estudar ou trabalhar (o que nem sempre é fácil), elas vêm acompanhadas de vários desafios, como conseguir o visto para uma permanência mais prolongada ou um lugar para morar.

“Quando cheguei à Espanha, sofri com a burocracia. Foi um pouco complicado resolver certos aspectos e isso gerou um looping de dificuldades. Um exemplo real disso foi minha busca por moradia. Para alugar um apartamento, era necessário que ter uma conta bancária espanhola, mas, para abrir uma conta, eu precisava ter um registro de endereço fixo na cidade, ou seja, um apartamento”, lembra a ribeirão-pretana Larissa de Moura, que chegou à cidade portuária de Valência como estudante e, hoje, 4 anos depois, está à frente do INMI (startup citada anteriormente).

De estudante a CEO

Larissa de Moura, CEO da INMI | Foto: Divulgação
Larissa de Moura, CEO da INMI | Foto: Divulgação

Antes de chegar, junto com namorado, às terras espanholas para cursar um mestrado, Larissa já havia passado por algumas experiências internacionais, embora a partir de um ponto de vista mais turístico e menos permanente. Afinal, na Espanha, seu plano era de morar, pelo menos, 1 ano; anteriormente, havia passado, no máximo, 1 mês fora.

Mas foi justamente sua experiência com as dificuldades do processo de residência, bem como com o próprio mestrado que fizeram a brasileira enxergar, nas soluções que encontrava para os problemas, a ideia que transformou Valência em sua casa por muito mais tempo que aquele 1 ano pretendido.

“O INMI surgiu das nossas próprias vivências e dificuldades. Como passamos por isso em primeira mão, simplificamos esses processos e desenvolvemos uma plataforma intuitiva all-in-one para criar experiências internacionais mais fáceis e acessíveis a todos e todas. Então, nesses quase 4 anos, concluímos o mestrado, empreendemos e seguimos vivendo em Valência, cidade pela qual me considero apaixonada”, explica Larissa, que atualmente é CEO da startup que ajudou a criar.

Startup social na Espanha

Com uma equipe 100% brasileira (em que todos passaram pela transição de países), mas de origem espanhola, o INMI é uma startup cuja proposta defende “um mundo sem fronteiras”. Para isso, presta assistência online e gratuita, por meio de serviços como ajuda na escolha de oportunidades, o planejamento financeiro e a conexão com advogadas, tradutoras e imobiliárias, oferecendo um ecossistema completo de acompanhamento, da origem ao destino.

Facilitando, assim, o processo de transição e residência daqueles que planejam viver na Europa, também conecta essas pessoas a um banco de experiências internacionais, como cursos de idiomas e vocacionais, intercâmbios de férias, mestrado e pós-graduação.

Equipe da INMI | Foto: Divulgação
Equipe da INMI | Foto: Divulgação

“E sabe o que é melhor? O INMI é uma startup social. Significa que o nosso propósito é impactar positivamente a sociedade. Queremos um mundo sem fronteiras e acreditamos que juntos e juntas podemos chegar lá. Os excedentes são revertidos a projetos sociais. Ou seja, quando nossos clientes viajam com a gente, contribuem diretamente para que pessoas em situações diversas também possam ter a experiência de viver e estudar fora”, destaca Larissa.

Inserida no setor travel-tech, a empresa já foi premiada no Hackathon do Col·lab Las Naves, aceleradora pública de Valência. Atualmente, está em fase de expansão (scale up), transcendendo as fronteiras da Espanha em direção a Irlanda e Malta, destinos que também já são bastante procurados por brasileiros. E, ainda para o primeiro semestre desse ano, pretende lançar um aplicativo.

“Existimos para revolucionar a experiência de estudar fora com um novo jeito de viver no exterior: rápido, fácil, sem papelada e mais econômico”, define a CEO. Em seu primeiro ano, o INMI já apoiou mais de 60 brasileiros no processo, inclusive originários de Ribeirão Preto, além de pessoas de vários países da América Latina e Europa.

Assim como Larissa e sua equipe, pessoas assistidas pela empresa também escolheram Valência para atracar. Ela cita como exemplo um ribeirão-pretano que foi para a cidade espanhola cursar mestrado de Gestão Desportiva Internacional. Seu encantamento com o lugar foi tão grande, que ele resolveu ficar para trabalhar depois dos estudos e lá segue vivendo.

“Quando se vive no exterior, em especial na Espanha, poder contar com uma comunidade local de apoio e ajuda mútua é muito importante. Além disso, é essencial manter a documentação em dia, pois, facilita muito o cotidiano e a integração. Mas, claro, há situações em que a própria burocracia para a documentação dificulta esse processo”, lembra.

Leia mais: Com motorhome, casal planeja cruzar o continente e chegar ao Alaska
Assista: Beleza tem padrão? | Zumm Play

1 COMENTÁRIO

  1. Excelente matéria e que mostra de forma simples e objetiva, como o imigrante/estudante pode receber apoio e dicas de facilidade para morar no exterior. A iniciativa destes jovens em criar o INMI, além de disponibilizar a ajuda a quem quer morar no exterior, mostra sensibilidade social para com o próximo. Parabéns Larissa e Equipe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!