Início Matérias Saúde São Francisco usa técnica pouco invasiva em cirurgia na coluna

São Francisco usa técnica pouco invasiva em cirurgia na coluna

O procedimento inovador, desenvolvido por um médico francês, foi realizado com sucesso em uma paciente de 12 anos, em Ribeirão Preto

Uma criança de 12 anos foi submetida a uma cirurgia para tratar de escoliose, problema caracterizado pela curvatura lateral da coluna vertebral. O procedimento, contudo, chamou atenção por ser realizado a partir de uma técnica minimamente invasiva realizada pela equipe do Hospital São Francisco, em Ribeirão Preto.

O procedimento permite uma melhor qualidade de vida à paciente, já que permitiu a correção da deformidade, possibilitando seu posicionamento com o tronco ereto e a melhora da capacidade funcional de seu pulmão.

A cirurgia foi realizada pela equipe comandada pelos médicos do grupo São Francisco Dr. Rangel Roberto de Assis e Dr. Rômulo Pedrosa, e acompanhada pelo médico francês Dr. Lofti Miladi, responsável pelo desenvolvimento da técnica.

Abrindo portas

De acordo com a equipe médica, o perfil da paciente não permitiria a realização de uma cirurgia tradicional, a qual exige um corte central da nuca até a bacia e a colocação de, em média, 30 parafusos.

Dr. Rangel explica que “por meio da técnica minimamente invasiva foram realizados apenas dois cortes, de aproximadamente 12 cm, e a paciente terá alta nos próximos dias. No método tradicional, seria uma internação de, pelo menos, sete dias após a cirurgia e um processo pós-operatório muito mais dolorido”.

Até o momento, esse tipo de técnica foi utilizado somente em 10 cirurgias em todo o Brasil. Em Ribeirão Preto, o Hospital São Francisco foi a primeira instituição particular a realizá-la.

Qualidade de vida

Para Rosângela Alves, mãe da paciente, ficou evidente que a cirurgia proporcionará maior qualidade de vida para a menina. “A correção foi maravilhosa e ficou nítida que a respiração dela melhorou muito. Tínhamos muita preocupação em relação às condições do pulmão, mas foi tudo tranquilo e ela reagiu muito bem a todo procedimento”, ressalta a mãe.

Além da técnica, outra característica ressaltada pela família foi o atendimento. “Todos foram muito atenciosos com a minha família. Os médicos, enfermeiras, atendentes… só tenho a agradecer a esse grupo de profissionais”, finaliza Rosângela.

Leia também: Levantando a bandeira do parto humanizado

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!