Evento contou com o prefeito da cidade, Duarte Nogueira, e o CEO da Voa, Marcel Gomes Moura | Créditos: Prefeitura/CCS

Seminário discute desenvolvimento do aeroporto Leite Lopes

POR Redação 22 de março de 2022
EDITORIAS QUE PODEM TE INTERESSAR

No centro das discussões, a concessão do aeroporto de Ribeirão Preto como oportunidades de criação de negócios e desenvolvimento para região

A prefeitura de Ribeirão Preto realizou, ontem, o seminário “Concessão do Aeroporto de Ribeirão Preto e o Desenvolvimento do Polo Aeroportuário”. Estiveram presentes o prefeito da cidade, Duarte Nogueira, o CEO da Voa, Marcel Gomes Moura, e autoridades interessadas na concessão do aeroporto Leite Lopes.

Nogueira ressaltou a importância do evento para discutir as possibilidades de negócios futuros com a concessão do aeroporto. “Este seminário é para os agentes do setor público, consórcio vencedor, iniciativa privada e demais interessados na criação de negócios que permitiram criar mais desenvolvimento para Ribeirão Preto e toda nossa região”, disse.

“O intuito é captar todas as informações e aspirações, encaminhar propostas e acelerar temas que possam ser pontos críticos para o desenvolvimento do setor. São ações para aproveitar ao máximo o potencial econômico e social do aeroporto e o que ele tem para oferecer a cidade e toda região”, completou Nogueira.

Vale lembrar que, com o Leilão, o aeroporto irá receber aproximadamente R$ 130.282.813,00 em investimentos pelos próximos 30 anos. Cerca de R$33,7 mi somente nos próximos quatro anos, pouco mais de R$ 92,1 mi no tempo restante e ainda mais R$ 4.449.946,00 em questões ambientais.

Entre as principais ações que serão realizadas nos próximos anos será a ampliação do terminal de passageiros, passando dos atuais 3.624,04 metros quadrados para 5.888,78 metros quadrados; troca da iluminação; implantação do terceiro pátio para aeronaves; ampliação da área de convivência do terminal; entre outras ações ao longo da concessão.

“Vamos trazer melhorias de segurança e conforto para todos os nossos usuários. Criar uma integração que permita o incremento de fontes de trabalho e melhorias para o entorno dos aeroportos. Muito mais do que pensar em aeroportos, é pensar em toda a sociedade”, relatou Marcel Gomes Moura.

Leia mais: Ribeirão Preto deverá ter voos para a América do Sul e Caribe

TAGS
PUBLICIDADE
COMPARTILHE

COMENTÁRIOS

Eduardo Teixeira Kull - 4 meses atrás

O valor do investimento, considerado o período de concessão, é baixo, ainda mais sem sabermos o cronograma do mesmo. Existe ainda a questão da TEAD, que existe, não opera e o discurso do concessionário parece igualmente ignorar o mesmo. No fim, ficamos com a sensação de que vai outra enganação no correr do tempo, nos fazer o bonde da história ainda mais do que já perdemos, considerando o que foi feito em aeroportos, como de São José do Rio Preto e Uberlândia. Quem quiser investir, deve procurar outra cidade. Parece ser esse o recado: que aqui vão apenas sugar o que der.

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MATÉRIAS QUE VOCÊ PODE GOSTAR
PUBLICIDADE
COMPARTILHE