Início Matérias Cidade Ribeirão Preto entra na fase amarela e avança na retomada econômica

Ribeirão Preto entra na fase amarela e avança na retomada econômica

Após passar quase dois meses na fase vermelha, a prefeitura confirmou que cidade avançará para a fase amarela devido à queda na taxa de ocupação de leitos de UTI para menos de 75%

A taxa de ocupação de leitos de UTI devido à Covid-19 em Ribeirão Preto chegou a 68,75% nessa quinta-feira, 6 de agosto. O índice, que foi o menor registrado nos últimos dois meses, tira a cidade da fase vermelha do Plano São Paulo, segundo anúncio do prefeito Duarte Nogueira. Direto na fase amarela, a “retomada econômica consciente” do município, como referida pelo prefeito, ganha um novo fôlego.

“Desde o início, fizemos uma robusta e agressiva multiplicação de leitos à disposição da cidade para a Covid-19. Saímos de 6,83 para cada 100 mil habitantes e chegamos a 22,5. Contudo, a ocupação não só está diminuindo pela maior oferta de leitos, mas também a pressão assistencial também está caindo”, explicou Nogueira durante a coletiva na qual antecipou o anúncio da mudança de fase.

Duarte Nogueira | Crédito: Rafael Cautella

Para ele, o resultado positivo reflete as ações tomadas pelo governo municipal durante os mais de cinco meses de pandemia. “Nós optamos pela vida, pelas pessoas da nossa cidade. E, graças a Deus, acertamos e acertamos bem. Porque estamos saindo direto da fase vermelha para a fase amarela. Talvez seja um dos únicos municípios que vai pular uma etapa. Fizemos o que tinha que ser feito e estamos felizes de termos poupado vidas”.

Retomada econômica

A partir de decretos a serem publicados nesta sexta-feira, as novas medidas começam a valer já no sábado, 8 de agosto, véspera do Dia dos Pais. Elas continuarão em vigor até 30 de agosto ou até nova decisão administrativa.

Dessa forma, de acordo com o prefeito, a reabertura dos estabelecimentos poderá acontecer da seguinte forma:

  • Comércio de rua: segunda a sábado, das 9h às 17h;
  • Shoppings: segunda a sábado, das 12h às 20h; fechado aos domingos;
  • Serviços: segunda a sábado, das 9h às 17h;
  • Bares e restaurantes: áreas externas ou ventiladas, 11h às 17h;
  • Salões de beleza e barbearias: segunda a sábado, das 9h às 17h;
  • Academias e centros de ginástica: segunda a sábado, até 8h por dia.

Apesar dos avanços, Nogueira alertou para a necessidade de os segmentos econômicos envolvidos na retomada das atividades terem clareza total dos protocolos sanitários determinados.

“Independentemente do avanço que está acontecendo agora, o importante é que a quarentena continua. Não há relaxamento nos quesitos de distanciamento social, uso de máscaras, prevenção de contágio, lavagem permanente das mãos, entre outros”, advertiu o prefeito.

Outros segmentos

Alguns serviços e ambientes ainda precisarão aguardar um pouco mais para a reabertura. É o caso dos parques públicos, cujo acesso voltará a ser liberado em 17 de agosto, entre 6h e 16h; e da ciclofaixa, que retoma as atividades no dia 16 de agosto.

Já o futebol profissional e similares, como Botafogo-SP, Comercial e Vôlei Ribeirão, podem sediar partidas na cidade, mas sem público.

Eventos, convenções e atividades culturais, por sua vez, devem esperar que o município se mantenha 28 dias na fase amarela para, então, serem autorizados.

“[inclusive] para abrir a parte de alimentação ou congêneres no setor noturno é necessário que estejamos na sequência de 14 dias na fase amarela. Portanto, para permanecermos nela, mais uma vez a importância do bom comportamento de todos. Tanto de dentro para fora dos estabelecimentos, quanto vice-versa, de cada ribeirão-pretano”.

Leia também: Vai voltar à academia? Fique ligado nos cuidados que deve tomar
Assista: A Perplan apresenta “Ribeirão em minha vida” com Rodrigo Silveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!