Início Matérias Saúde Portal de telemedicina ultrapassa marca de 1mi de atendimentos

Portal de telemedicina ultrapassa marca de 1mi de atendimentos

Desde abril de 2020, a Hapvida conta com a plataforma de teleconsultas, que tem um programa de telemedicina hospitalar

O Sistema Hapvida ultrapassou a marca de mais de um milhão de atendimentos de telemedicina realizados no Brasil. Desde abril de 2020, a operadora de saúde conta com a plataforma de teleconsultas, que tem um programa de telemedicina hospitalar, voltado para as urgências em Cardiologia, Neurologia, Psiquiatria e paciente críticos; e os programas de teleconsultas eletivas, a Clínica Digital, e de urgência, o Pronto Atendimento Digital.

“A Teleconsulta é uma plataforma de uso intuitivo, que pode ajudar os beneficiários a acessar a saúde de maneira rápida, fácil, desburocratizada e com segurança. Isso pode reduzir custos pela chance de se evitar idas desnecessárias a pronto atendimentos físicos, além de proporcionar uma experiência mais fluida e agradável para os pacientes. Não podemos esquecer que já somos uma sociedade digital, e que a saúde não irá ficar fora disso”, pontua José Luciano Monteiro Cunha, Diretor Médico Corporativo de Saúde Digital Hapvida.

A resolutividade do atendimento on-line é um dos pontos destacados pelo executivo. Para ter acesso à teleconsulta, o paciente pode acessar o aplicativo do Hapvida ou o site. “Unimos toda a experiência da teleconsulta em um só portal, com a fluidez da nossa interface intuitiva e a comodidade do recebimento de documentos eletrônicos dentro do portal, à disposição para download e via SMS. No portal, também é possível fazer o agendamento de teleconsultas eletivas e realizar o acesso ao Pronto Atendimento Digital”, acrescenta Dr. Luciano.

A procura pelas soluções de saúde digital tem aumentado progressivamente. Na segunda onda da Covid-19, 85 mil teleconsultas foram realizadas por mês. A maior faixa etária de pacientes que usam o portal de telemedicina do Hapvida está entre 35 e 50 anos, o que representa 30% dos usuários. Para Adria Cândido, Diretora Corporativa de Digital Health e Clínicas médicas Brasil do Sistema Hapvida, “a tecnologia é a propulsora de diversas transformações. O cuidado centrado no paciente é uma característica dessa tecnologia e isso pode aumentar o acesso aos serviços de saúde e reduzir usos desnecessários. As pessoas têm direito ao cuidado quando e onde quiserem, e essa praticidade faz parte de uma saúde inteligente. Nossa missão é facilitar a vida dos nossos clientes, por isso, investimos tanto em tecnologia e inovação”, destaca Adria. 

Para atuar com saúde digital, os profissionais do Hapvida passam por um processo de capacitação, que demanda aprovação mínima de 80% na avaliação. A plataforma leva em consideração o cumprimento de protocolos internacionais de segurança de dados da saúde e a LGPD (Lei de Proteção de Dados).

Leia mais: Estudo de Ribeirão sobre o reforço vacinal abre inscrições para voluntários

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!