Início Colunas Exames de Imagem Inovadores O emocionante ultrassom 4D

O emocionante ultrassom 4D

Disponível na MED − Medicina Diagnóstica, o ultrassom com imagem 4D possibilita uma análise mais detalhada do bebê, ao mesmo tempo em que transmite mais emoção aos pais

O surgimento do ultrassom 4D revolucionou a maneira de acompanhar a gravidez, já que tornou mais nítidas as imagens do bebê. A diferença principal entre o ultrassom convencional e o 4D encontra-se no tempo entre a aquisição da imagem no modo bidimensional convencional e a reconstrução tridimensional, realizada pelo software dos aparelhos que estão processando a imagem. No equipamento 4D, essa aquisição é mais rápida e com melhor qualidade da resolução da imagem.

O ultrassom 4D pode ser realizado durante toda a gestação − algumas mamães montam até um book de todos os momentos da gravidez. Porém, uma das melhores fases para conseguir imagens do rostinho do bebê é entre a 26ª e a 30ª semanas de gestação. A partir dessa fase, o exame pode ficar prejudicado em função da posição fetal.

O 4D também é indicado com finalidades médicas para observação mais detalhada de alguma superfície fetal ou em casos de suspeita de alguma alteração morfológica, a exemplo de fissuras labiais, modificações da coluna vertebral, entre outros.

As imagens podem ser impressas ou arquivadas em equipamentos digitais, de acordo com a preferência dos pais. Mas como todo exame de imagem, o ultrassom 4D apresenta alguns fatores limitadores, entre os quais a idade gestacional muito tardia, a posição fetal, a quantidade de líquido amniótico e o tecido subcutâneo materno. Essas características podem influenciar na nitidez das imagens.

Dra. Renata Silva | CRM/SP 73909
Médica Especialista em Ultrassom da
MED – Medicina Diagnóstica

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!