Início Matérias Gourmet Exagerou na ceia de Natal? Calma! Veja como se recuperar

Exagerou na ceia de Natal? Calma! Veja como se recuperar

A nutricionista Natália Alves dá dicas de como balancear a alimentação após “enfiar o pé na jaca” na ceia de Natal e, assim, devolver ao organismo o ritmo normal,

O Natal é um momento de confraternização; é sobre estar (mesmo que pela internet) com as pessoas mais importantes de nossas vidas. Mas sejamos honestos: também é marcado por muitos pratos deliciosos e receitas típicas – tipicamente calóricas! Sabemos disso! Portanto, caso tenha exagerado na ceia de Natal, mantenha a calma, porque dá para recuperar!

De acordo com a nutricionista Natália Alves, a próxima (ou as próximas refeições), seja depois da ceia ou de qualquer “jacada”, são sempre novas oportunidades para você acertar a alimentação e equilibrar os erros. “Logo tudo ficará balanceado novamente. Basta continuar se cuidando e reestabelecer os hábitos saudáveis”, explica.

Pensando nisso, o Mundo Zumm pediu à nutricionista uma lista de ações que podem ajudar na hora de reestabelecer a rotina do organismo após as festas de fim de ano. Confira o que ela tem a ensinar:

Hidrate-se!

Muito do que você possa ter ganhado de peso depois de refeições mais pesadas é líquido ou distensão – e não gordura corporal. A água ajudará você a desinchar e voltar ao seu estado de hidratação, no qual as funções normais são reestabelecidas. A recomendação da quantidade de água são de 35ml a 40ml para cada quilo de peso corporal. Faça seus cálculos e fracione o total: acorde e tome água; vá ao banheiro e, na volta, tome água; antes de cada refeição, tome água; durante o exercício, tome água. Ela é essencial e imprescindível para o bom funcionamento do organismo.

Faça refeições leves

Você pode ter sobrecarregado seu corpo e seus órgãos com refeições fora “do normal”. Muita gordura, muito álcool, muito carboidrato refinado, muito volume. Se você pode ficar cansado de tanto trabalhar, seus órgãos também! Deixe-os descascar, ofertando refeições leves, como carnes magras, carboidratos integrais e alimentos naturais. Fuja dos industrializados!

Coma frutas, verduras e legumes

Esses alimentos são de fácil digestão, ajudam a “limpar” e organizar o trato gastrointestinal que foi atingido pelos excessos. Prefira frutas frescas e ricas em água, como melancia, melão e abacaxi (que contém bromelina e ajuda na digestão de proteínas, inclusive). Consuma muita salada e folhosos verdes para favorecer o peristaltismo. Coma mamão para auxiliar no funcionamento intestinal (ele contém papaína, a qual auxilia no processo digestivo). Nada em exageros! Pequenas porções fracionadas ao longo do dia são suficientes.

Não faça jejum

Se, após excessos e desregulação de alguns hormônios como insulina, grelina e leptina, você ficar muito tempo sem comer, haverá mais chances de você desenvolver compulsões e errar nas próximas refeições. Jejum nesse momento não é uma boa estratégia para compensar calorias – a não ser que tenha sido orientado por um profissional capacitado que faça seu acompanhamento).

Doe ou distribua os alimentos que não foram consumidos

Calorias divididas são alegrias compartilhadas e pesos controlados! Todos ficarão felizes e ninguém consumirá excessos. O ideal seria ter calculado melhor a quantidade de alimentos feitos na ceia para que não houvesse sobra de preparações. Porém, caso tenha excedentes, não os deixe à vista. Doe ou congele em pequenas porções para serem consumidos em outros momentos.

E cuide-se. Lembre-se do seu propósito principal em se alimentar bem: sua saúde!

Leia mais: Obesidade e vida sedentária são grandes inimigos dos diabéticos
Assista: Salada de Folhas com Nectarina

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!