Início Matérias Solidariedade É fácil! Use a declaração do IR para ajudar quem precisa

É fácil! Use a declaração do IR para ajudar quem precisa

Destinando parte do seu imposto de renda a entidades assistenciais, é possível ajudar a mudar a realidade de muitas pessoas em situação de vulnerabilidade

As próprias empresas, por meio de seus gestores, precisam incentivar a “cultura da destinação”. Essa foi uma das ideias defendidas por Silvia Helena Sartorato Balbino de Souza, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Ribeirão Preto, durante uma reunião na qual falou sobre a importância da destinação do imposto de renda para entidades assistenciais.

“[A empresa] Precisa ter disposição interna para isso. E esse gesto pode mudar a realidade das entidades de uma cidade”, destacou ao explicar que a maioria das instituições assistenciais não tem estrutura para buscar esse tipo de doação.

Segundo Silvia, a mesma iniciativa deve partir do moradores da cidade, a partir do entedimento que, dessa forma, estarão colaborando diretamente para que as entidades cadastradas possam prosperar com seus projetos.

Como ajudar?

De acordo com a legislação, pessoas físicas podem destinar até 6% do imposto de renda devido (apurado na declaração); já para as jurídicas, que declaram Lucro Real, o limite é 1%.

Declaração do imposto de renda | Crédito: Divulgação

A Guia de Recolhimento pode ser gerada, pelo contribuinte, no site da prefeitura (clique aqui), com um valor percentual do IR. O pagamento é feito para o conselho determinado e o valor deduzido na declaração.

Em 2021, os recursos arrecadados em Ribeirão Preto referentes ao fechamento de 2020 (declarações do exercício de 2019) foram de pouco mais de R$ 4 milhões, os quais serão distribuídos entre 85 entidades registradas, contemplando 36 projetos.

“Há 15 anos, não chegávamos a 5% e, neste ano, nos aproximamos dos 10%. Apesar do ganho, o valor da destinação ainda é muito baixo, pois, segundo dados da Receita Federal de Ribeirão Preto, existe potencial para encaminhar R$ 40 milhões para os fundos municipais, considerando apenas pessoas físicas”, relatou a presidente do CMDCA.

Esse debate foi tema do último encontro do LIDE Mulher Ribeirão Preto, que teve Silvia como convidada especial devido ao papel ela que cumpre na cidade.

“O principal objetivo do conselho [Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente da Cidade] é fomentar uma mobilização social para a adesão dos contribuintes e fazer com que eles desenvolvam essa cultura de destinação do IR. Afinal, o valor já foi apurado, em geral até pago, e, por essa razão, já devido ao Poder Público”, ressaltou.

Leia também: Vale a pena usar PGBL para reduzir o imposto de renda?

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!