Início Matérias Gourmet Da parreira à taça: um mergulho no universo do vinho branco

Da parreira à taça: um mergulho no universo do vinho branco

O que você sabe sobre esse tipo de vinho cada vez mais presente na mesa dos brasileiros? Descubra a seguir curiosidades dos vinhos brancos

Contrariando o que muitos pensam, o vinho branco não é resultado apenas da transformação de uvas brancas! Esse fato, por sinal, é um dos indicativos da complexidade que esse tipo alcança, oferecendo rótulos leves, de corpo médio ou mais encorpados.

A origem diversa dos brancos é possível graças à possibilidade de produzi-lo a partir da polpa da uva, que é branca/transparente. Dessa forma, o mosto (como também é conhecida a polpa) não fica em contato com a casca, que é de onde vem a cor dos vinhos tintos.

vinho branco | Crédito: Divulgação
Vinho branco e suas uvas | Crédito: Divulgação

Mesmo assim, isso não é o mais comum de acontecer. Os principais rótulos brancos têm origem em uvas brancas, entre as quais existem vários tipos.

Segundo o sommelier Marco Tegano, a mais famosa entre elas é a Chardonnay. Mas no Brasil, por exemplo, os tipos Moscato, Riesling e Sauvignion Blanc também fazem bastante sucesso.

“Dependendo da elaboração e do estilo do vinho que o enólogo deseja, o branco pode variar do leve e refrescante ao encorpado e complexo. E isso dá um mix de possibilidades para harmonizar com diversos pratos”, explica Tegano.

Vinhos e gastronomia

No quesito harmonização, uma dica (quase regra) é: tudo que vem do mar tende a combinar com vinhos brancos. O mesmo acontece com os queijos. Uma tábua bem variada, com diversos aromas, cria em uma dupla infalível.

Vinho branco harmoniza muito bem com frutos do mar e carne de porco | Crédito: Divulgação

Se quiser ser ousado, outra dica do sommelier é tentar harmonizá-lo com carne de porco. Pouco lembrada, essa combinação também dá certo!

Normalmente, as pessoas (até os amantes da bebida) tendem a acreditar que vinho branco deve ser consumido gelado. Contudo, o que determina sua temperatura não é a cor, mas sim seu corpo: entre os brancos, geralmente, quanto mais leve, mais gelado, sendo entre 6ºC e 10ºC o ideal.

Com tantas qualidades, os vinhos brancos vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado. Vale lembrar ainda que os rótulos brasileiros possuem muito boa qualidade. Não deixe de levantar essa taça!

Leia também: 2ª safra da Vinícola Terras Altas antecipa produção 300% maior
Assista: Papo Zumm: Vinhos do Douro

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu Comentário
Por favor coloque seu nome aqui

MAIS LIDAS DA SEMANA

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!