Artes urbanas são símbolo de muitas cidades da América Latina | Foto: Divulgação/Civitatis

Cidades da América Latina são ‘telas’ de incríveis artes urbanas

POR Redação 9 de julho de 2021
EDITORIAS QUE PODEM TE INTERESSAR

Rio de Janeiro, Bogotá e Cidade do México são destinos latinos que contam com fortes representantes da street art – como são conhecidas as artes urbanas

Não é preciso mais que uma caminhada pelas ruas para se sentir em uma galeria de arte: a street art ou arte urbana, cujo movimento nasceu nos Estados Unidos, nos anos 70, está por todo o mundo, em paredes, pontes, viadutos e fachadas. E, na América Latina, ganhou ainda mais força, com os países sendo autênticos museus a céu aberto.

Antes de pensar em pegar o passaporte, lembre-se de que o Brasil também é América Latina. Ou seja, ele está sim incluido na lista de destinos com incríveis artes urbanas.

É o caso de São Paulo: Maior metrópole do continente, a capital paulista transborda exemplos desse estilo artístico. Alguns dos espaços mais conhecidos são o Beco do Batman, no bairro da Vila Madalena; o viaduto do Minhocão, uma via expressa com inúmeros grafites nas suas colunas; e, finalmente, o Museu Aberto de Arte Urbana (MAAU), no qual é possível admirar mais de 70 murais diferentes.

Escadaria Selarón, no Rio de Janeiro | Foto: Divulgação/Civitatis
Escadaria Selarón, no Rio de Janeiro | Foto: Divulgação/Civitatis

Outra cidade brasileira que se destaca pela street art é o Rio de Janeiro. A famosa Escadaria Selarón, no bairro de Santa Teresa, é parada obrigatória de qualquer turista. Essa obra de arte urbana foi criada por Jorge Selarón, um pintor e ceramista chileno, e inspirada no Parque Güell, de Barcelona.

Mas ela não é a única. A cidade maravilhosa tem até representante no Guinness Book: o mural gigante de 3.000m² do artista Eduardo Kobra, no Boulevard Olímpico.

Mural gigante na Vila Olímpica | Foto: Divulgação/Civitatis

Artes urbanas de los hermanos

A capital mexicana reúne belíssimos exemplares de street art, com as cores e os fortes traços típicos do país. Em um rápido tour, é possível conhecer alguns exemplos até mesmo embaixo da terra, na estação de metrô de Insurgentes, que tem um grande mural de 1990.

Vários muros e construções pela Cidade do México também transbordam arte urbana, como nas ruas da Colônia Roma e no edifício do Centro Cultural Polyforum Siqueiros, cuja icônica fachada foi pintada pelo artista David Alfaro Siqueiros.

Já o distrito de Callao, no Peru, se tornou um verdadeiro epicentro das artes urbanas latinas e ganhou fama pelas iniciativas artísticas relacionadas ao grafite. Uma das melhores maneiras de se conhecer a região é começar o passeio pela zona monumental, que abriga mais de 60 murais.

Lima, no Peru, possui muitas fachadas no estilo street art | Foto: Divulgação/Civitatis
Lima, no Peru, possui muitas fachadas no estilo street art | Foto: Divulgação/Civitatis

A poucos minutos de carro, a Villa El Salvador, um dos maiores subúrbios de Lima, também oferece centenas de obras que representam as etnias quechuas, aimaras, amazônicas e afrodescendentes.

Atravessando a fronteira, a cidade portuária de Valparaíso, no Chile, é considerada um patrimônio cultural da humanidade, tendo como um dos motivos suas variadas artes urbanas. O Cerro Barón, acessível pelo famoso elevador Polanco, é um verdadeiro museu ao ar livre, com grandes murais que decoram as fachadas das casas.

Arte à céu aberto | Foto: Divulgação/Civitatis
Arte à céu aberto | Foto: Divulgação/Civitatis

O mesmo acontece no Cerro Bellavista, acessível por transporte público, que de quebra ainda brinda o visitante com uma belíssima vista do porto e do Oceano Pacífico.

Mais ao norte da América do Sul, uma boa parada para admirar artes ao céu aberto é em Bogotá, na Colômbia. Essa capital é tida por alguns como a “Meca do Grafite”, devido a seus enormes e coloridos murais.

Pelo distrito de La Candelaria, o visitante conhece os principais exemplares desses murais, criados principalmente nos anos 80. Boa parte deles protestam contra a desigualdade e as injustiças sociais – uma bela maneira de aprender sobre a história local.

Street art em Bogotá, Colômbia | Foto: Divulgação/Civitatis
Street art em Bogotá, Colômbia | Foto: Divulgação/Civitatis

Confira também: História do Mercadão de Ribeirão ganha vida em série de vídeos

TAGS
PUBLICIDADE
COMPARTILHE

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MATÉRIAS QUE VOCÊ PODE GOSTAR
PUBLICIDADE
COMPARTILHE